Workshop gratuito ensina como evitar infiltrações em casa 

Nessa etapa, o workshop dará dicas de como impermeabilizar ambientes e evitar grandes prejuízos causados pelas infiltrações

IMPERATRIZ Divulgação Workshop gratuito ensina como evitar infiltrações em casa 
Daniela Souza

Daniela Souza
06/12/2018 14:00

Intitulado de “Faça você mesmo”, um estabelecimento de Imperatriz realiza uma série de cursos práticos de forma gratuita e aberto a toda a população. Nessa etapa, o workshop dará dicas de como impermeabilizar ambientes e evitar grandes prejuízos causados pelas infiltrações, sobretudo durante esse período chuvoso.  

O curso acontece na loja Potiguar localizada na entrada da Vila Cafeteira (BR   010, KM 252 – Coco Grande), neste sábado (8), das 16h às 17h na Sala de Cursos, sob o comando do instrutor João Pinheiro. Os interessados de fazer o workshop vão aprender como proteger áreas como paredes, pisos e tetos com a aplicação dos produtos corretos.  

Além disso, irão aprender evitar a ocorrência de infiltrações, que acontecem ainda mais em épocas de chuva como agora no Maranhão. Os organizadores informam que não precisa ser profissional para participar. 

“As principais causas que provocam as infiltrações, destacam-se a grande umidade, a ação do tempo sobre a parede, chuvas intensas que podem comprometer a parte exterior da parede, lajes com infiltração e ainda, encanamento com vazamentos, canos furados ou rachados; as infiltrações causam ainda graves doenças”, explica um dos organizadores.  

A presença de umidade e mofo no ambiente infiltrado favorece a proliferação de bolor, um tipo de fungo que pode causar ou agravar doenças respiratórias, provocar alergias e outros incômodos. 

“É preciso manter as habitações adequadamente impermeabilizadas, principalmente nos cômodos onde se dorme e trabalha; para evitar a incidência do bolor e com ele a possibilidade de desenvolver doenças como asma, bronquite, rinite, além de alergias que representam riscos para toda a família, em especial para pessoas vulneráveis, como idosos, bebês, crianças e mulheres grávidas.

*Com informações da assessoria

Instagram @correioma