Voucher digital contribui para o turismo nos Lençóis Maranhenses

Dispositivo digital monitora o acesso de turistas e ainda permite que o município arrecade investimentos que fazem a gestão da unidade de conservação

TURISMO Reprodução/TV Mirante Voucher digital contribui para o turismo nos Lençóis Maranhenses

G1 MA
05/01/2019 08:50 atualizado em 05/01/2019 10:53

A tecnologia está ajudando o desenvolvendo do setor turístico em uma das regiões mais atrativas do Maranhão. O voucher digital está ajudando a organizar o turismo no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, no município de Barreirinhas, a 252 km de São Luís. O dispositivo monitora o acesso de turistas e ainda permite que o município arrecade investimentos que fazem a gestão da unidade de conservação.

O voucher digital carrega todos os dados do turista que visita o parque, como origem, destino, tempo de permanência, agência de viagens e hotel onde está ficando. Para ter acesso ao parque, o visitante passa por um scanner e os dados são compartilhados em tempo real pelos operadores do sistema.

Resultado de imagem para voucher digital lençois maranhenses

Somente em 2018, cerca de 126 mil turistas visitaram o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Ao todo, o faturamento das 51 agências de viagem que já adotaram o voucher, foi superior a R$ 7,5 milhões de reais. Só de impostos sobre serviços (ISS), o município arrecadou mais de R$ 300 mil, desde que foi implantada a iniciativa que foi criado pela Prefeitura de Barreirinhas, para ter acesso à unidade de conservação.

As cores das pulseiras identificam os turistas e operadores do sistema. As amarelas são para turistas e as azuis para os guias e condutores de veículos credenciados. O turista pode mergulhar, os dados podem ser zerados e a pulseira pode ser utilizada por diversas vezes.

“Antes de ter a questão do sistema, as agências trabalhavam pagando menos de um salário para os seus funcionários e hoje em dia, como você precisa estar com tudo comprovado, guias de INSS, você não pode estar devendo FGTS para funcionário, você não pode estar com nenhuma restrição, porque se não você não consegue se cadastrar”, explica Roberdan Caldas, presidente da Associação das Agências de Viagem de Barreirinhas.

Com isso, o fluxo de turistas e impostos gerados pelo setor passou a ser monitorado diariamente. Segundo a Secretaria Municipal de Administração e Finanças de Barreirinhas, entre os países que mais visitam o parque estão os turistas do Brasil, França, Itália, Japão, Espanha, China, Alemanha, Estados Unidos e Suíça. Já entre os brasileiros, o maior número de turistas são dos estados do Maranhão, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pará, Distrito Federal, Ceará, Paraná e Pernambuco.

Por enquanto, nem todos que visitam o parque estão usando as pulseiras e o controle está sendo feito com voucher de papel. De acordo com a coordenação do programa a intenção é que em breve, o método seja substituído pelas pulseiras, reduzindo custos e os resíduos que são descartados no ambiente.

“A palavra que define muito é a sustentabilidade. A gente desde o início prezou muito por isso, eliminar ou evitar o máximo o papel, a coisa impressa e por isso a questão de trabalhar com as pulseiras, que são retornáveis e laváveis”, explica Cledilson Caldas, coordenador do Voucher Digital.

Instagram @correioma