Sétimo vereador assina requerimento para CPI da Saúde em Imperatriz 

O vereador Pedro Gomes usou a Tribuna nesta terça, 11, em sessão na Câmara para declarar e assinar o parecer para CPI da Saúde

IMPERATRIZ Reprodução Sétimo vereador assina requerimento para CPI da Saúde em Imperatriz 
Daniela Souza

Daniela Souza
11/06/2019 12:43 atualizado em 11/06/2019 16:50

Uma semana depois da sessão que discutiu a abertura ou não da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que daria o direito de investiga e apurar investimentos na área da saúde em Imperatriz, o vereador Pedro Gomes usou a Tribuna da Câmara para anunciar a sua assinatura no requerimento de abertura da CPI da Saúde.  

A assinatura era a que faltava para completar a instauração da CPI no município. Na última terça, 04, somente seis vereadores assinaram a favor e precisavam de sete. Nesta terça, 11, uma semana depois, o vereador Pedro Gomes declarou seu voto favorável a CPI.  

Segundo o vereador Carlos Hermes (PCdoB), membro da comissão em defesa da CPI da Saúde, o próximo passo é seguir os procedimentos regimentais-legais para CPI.  

“Vamos apresentar o requerimento formal a mesa diretora; o presidente terá que nomear os membros da CPI que deverão ser sorteados, com exceção do requerente, que é o caso do vereador Bebé Taxista. A comissão será composta por três vereadores e máximo cinco. Depois se dará o processo de investigação”, comentou.

Na última sessão, a plenária foi encerrada com seis votos favoráveis à instauração da CPI: Aurélio Gomes, Bebé Taxista, Carlos Hermes, Ditola, Sargento Adelino e Ricardo Seidel. De acordo com o Regimento Interno da Câmara Municipal de Imperatriz, faltava apenas mais uma assinatura para que a CPI fosse instaurada.   

Instagram @correioma