População é conscientizada sobre coleta seletiva

Distribuição de material educativo alerta moradores sobre a importância da separação adequada de tudo o que deve sair de casa

IMPERATRIZ Moradora recebendo visita da equipe de coleta seletiva domiciliar.
Edmara Silva/Moradora recebendo visita da equipe de coleta seletiva domiciliar.
Hemerson Pinto

Hemerson Pinto
Quinta-feira, 08 de Novembro de 2018

A ideia do reaproveitamento de boa parte do lixo por meio de reciclagem é uma mensagem repassada há muito tempo e nem sempre colocada em prática da forma que deveria.

“Pelo menos eu costumo esquecer. Muita coisa que sai da minha casa na sacola de lixo para o caminhão pegar poderia ser reaproveitada de alguma forma. Sei disso, mas não costumo fazer”, diz a dona de casa Eva dos Anjos, moradora da Nova Imperatriz.

Um programa desenvolvido pela da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Semmarh, de Imperatriz, vem realizando distribuição de material educativo em alguns bairros, como já aconteceu no Juçara e Três Poderes, que estão na área de abrangência do projeto desenvolvido pelo Município com objetivo de orientar, além do reaproveitamento, sobre o destino que pode ser dado ao papel, papelão, garrafas pets, latas, plásticos, copos e metal.

“A panfletagem visa sensibilizar sobre a correta separação do material reciclável para a coleta seletiva domiciliar. Além de ser um projeto ambientalmente correto, traz um ganho social para a cidade”, afirmou o gestor ambiental da Secretaria de Meio Ambiente Jairo Sant'Ana.

A recomendação é que esse tipo de material seja organizado para o recolhimento feito pelo caminhão da coleta seletiva, que atualmente faz rota às terças e quintas-feiras, durante o dia nos bairros Maranhão Novo, Três Poderes, Juçara e Centro, de forma alternada à coleta geral, que ocorre à segundas, quartas e sextas.

Segundo a assessoria de comunicação da Prefeitura de Imperatriz, o material coletado é entregue à Associação de Catadores de Materiais Recicláveis de Imperatriz, Ascamari.  No mês passado a coleta seletiva recolheu cerca de 60 toneladas de recicláveis.

Instagram @correioma