Operações de combate às drogas no Maranhão desarticulam quadrilhas

Apreensões de cocaína e crack entre janeiro e maio de 2019 superaram números do mesmo período de 2018

ESTADO Divulgação Operações de combate às drogas no Maranhão desarticulam quadrilhas
Hemerson Pinto

Hemerson Pinto
15/06/2019 14:17

As operações realizadas pela Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc) desarticulou quadrilhas consideradas grandes distribuidoras de cocaína e crack, drogas mais comercializadas justamente por terem valor mais alto no mercado.

No Maranhão, a Senarc contou com os departamentos da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) em Timom e Imperatriz.

Segundo os dados da Senarc, entre crack e cocaína foram quase 100 quilos apreendidos. As investigações chegaram a 109 suspeitos de liderar quadrilhas. Todos foram presos. O trabalho da polícia apreendeu 25 armas de fogo. Os números estão relacionados aos primeiros cinco meses de 2019.

De acordo com os dados, o aumento na apreensão de cocaína foi de 200% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram mais de 30 kg em 2019, enquanto em 2018 foram 9,8 kg.

Quanto ao crack, a Senarc diz que o aumento foi de 55%, com 41 kg em 2018 e 63,2 kg entre janeiro e maio de 2019.

Em matéria publicada pela assessoria da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Maranhão, o delegado titular da Senarc, Breno Galdino afirma: “O propósito do trabalho é retirar de circulação principalmente grandes traficantes, que movimentam estas drogas mais caras e de maior potencial lesivo, além de garantir mais impacto às ações de combate ao narcotráfico”.

Instagram @correioma