“O livro dos mortos” será lançado durante o Salimp

O livro é a primeira obra literária de autoria do jornalista Denis Oliveira. Lançamento ocorre dia 28 de setembro

LITERATURA O livro é a primeira obra literária de autoria do jornalista Denis Oliveira.
Divulgação/O livro é a primeira obra literária de autoria do jornalista Denis Oliveira.
Hyana Reis

Hyana Reis
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

Mistério, suspense e ações. Esses são os elementos principais da obra “O livro dos mortos”, que será lançado durante a programação do 16º Salão do Livro de Imperatriz (Salimp). O evento acontece dia 28 de setembro, a partir das 21h no espaço Café Literário.

O livro é a primeira obra literária do jornalista Denis Oliveira, e conta a história de Geovane, que tem sua vida drasticamente mudada após descobrir um livro incomum na biblioteca da pequena cidade em que mora.

Uma “perseguição implacável de uma organização sombria, o leva até as últimas consequências para poder proteger sua família. O protagonista é lançado em uma busca desesperada para encontrar respostas sobre o desaparecimento de seu melhor amigo”, diz o resumo da obra.

Durante o lançamento, o autor falará sobre a obra, e suas inspirações. O lançamento contará ainda com um momento musical, enquanto o Denis Oliveira autografa os livros para o público leitor.

Sobre o Autor

Denis Oliveira é natural de Amarante do Maranhão e atualmente mora em Imperatriz – MA. É formado em Comunicação Social (UFT-2009) e Direito (UFMA-2016). Esta é sua primeira aventura no mundo literário narrativo e o resultado foi “O Livro dos Mortos”, um thriller de mistério, suspense e um protagonista envolto em dilemas morais em sua busca por respostas, segundo ele.

16º Salimp

O 16º Salão do Livro de Imperatriz acontece de 27 de setembro a 06 de outubro, no Centro de Convenções. A feira chega em 2018 sendo um dos mais importantes eventos literários do estado. Na sua 15ª edição reuniu em torno de 120 mil pessoas nos nove dias em que esteve aberta ao público. Foram expostos 30 mil títulos, sendo comercializados em torno de 90 mil livros.

(Com informações da Assessoria)

Instagram @correioma