Museu do Reggae do MA é destaque em debate sobre patrimônio cultural

O Museu foi debatido no Encontro Nacional do Ministério Público na Defesa do Patrimônio Cultural

PATRIMÔNIO Reprodução Museu do Reggae do MA é destaque em debate sobre patrimônio cultural

Sectur
13/05/2019 10:08 atualizado em 13/05/2019 15:21

O Museu do Reggae do Maranhão, equipamento cultural do estado ligado à Secretaria de Cultura (Secma), esteve entre os assuntos de destaque no debate realizado no VII Encontro Nacional do Ministério Público na Defesa do Patrimônio Cultural.

O debate contou com a participação do diretor da Museu do Reggae, Ademar Danilo, das promotoras Ana Maria Moreira Marchesan (MP/RS), Eliane Cristina Pinto Moreira (MP/PA) e Márcio Thadeu Silva Marques (diretor da Escola Superior do MP/MA).

As promotoras ressaltaram a importância da preservação do patrimônio cultural e citaram o Museu do Reggae como um exemplo de valorização não só do patrimônio mas da identidade e memória.

Ademar Danilo falou da importância do espaço cultural e da vitória do reggae, cultura inicialmente marginalizada e depois incorporada como traço da identidade cultural brasileira, agora reconhecida oficialmente pelo poder público estadual, com a instalação do Museu, e pela Unesco, que em novembro passado reconheceu o reggae como patrimônio cultural imaterial.

“O Maranhão já tem 50 anos de presença do reggae, é um fenômeno cultural que se consolidou ao longo do tempo e hoje legitimado como um bem cultural maranhense”, ressaltou Ademar Danilo.

O Museu
Criado em janeiro de 2018, o Museu do Reggae do Maranhão é o primeiro do gênero fora da Jamaica. Ao longo de mais de um ano de fundação conseguiu se posicionar no roteiro de atratividades artísticas e culturais, atraindo turistas de todos os lugares do mundo, além de moradores da cidade que têm a oportunidade de participar de suas programações.

Instagram @correioma