Imperatriz entra no edital que prevê concessões de novos aeroportos

A informação divulgada no Diário Oficial da União prevê estudos para concessão de novos aeroportos no país

IMPERATRIZ Marcos Ambrosio/Reprodução Imperatriz entra no edital que prevê concessões de novos aeroportos
Daniela Souza

Daniela Souza
18/03/2019 14:15 atualizado em 18/03/2019 18:22

Divulgado no Diário Oficial da União edital de chamamento público para interessados em realizar estudos técnicos para concessão de 22 aeroportos em todo o país. A divulgação ocorreu por meio do Ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas.  

Através de sua conta na rede social Twitter, Freitas confirmou a publicação do Diário Oficial da União. “Conforme anunciado após sucesso do primeiro leilão de aeroportos em blocos, publicamos hoje no Diário Oficial da União o edital de chamamento para mais uma rodada de concessão de 22 terminais aeroportuários”. 

O ministro destacou os projetos que serão estruturados em três blocos: Bloco Sul, composto pelos aeroportos de Curitiba, Foz do Iguaçu (PR), Navegantes (SC), Londrina (PR), Joinville (SC), Bacacheri (PR), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS); Bloco Nortes, composto pelos terminais de Manaus, Porto Velho (RO), Rio Branco, Cruzeiro do Sul (AC), Tabatinga (AM), Tefé (AM) e Boa Vista; e Bloco Central, composto pelos aeroportos de Goiânia (GO), São Luís (MA), Teresina (PI), Palmas, Petrolina (PE) e Imperatriz (MA). 

“O presente edital tem por objetivo chamar pessoas físicas ou jurídicas de direito privado interessadas na apresentação de projetos, levantamentos, investigações e estudos (estudos técnicos) que subsidiem a modelagem da concessão para a expansão, exploração e manutenção dos aeroportos objeto deste chamamento público de estudos”, pontua o edital. 

Na semana passada, o leilão de 12 aeroportos, na B3, com ágio de 986%, superou a outorga estipulada pelo governo de R$ 2,1 bilhões. No total, os lances pelos três blocos somaram R$ 2,377 bilhões. Os terminais estão localizados nas regiões Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste, e, juntos, recebem 19,6 milhões de passageiros por ano, o que equivale a 9,5% do mercado nacional de aviação. As informações são da Agência Brasil. 

Instagram @correioma