Homem esfaqueado pela companheira não corre risco de morte

Nas redes sociais, a mulher relatou que sofria agressões e que a ação foi em legítima defesa

POLÍCIA Reprodução Homem esfaqueado pela companheira não corre risco de morte
Antonio Pinheiro

Antonio Pinheiro
12/01/2019 10:05 atualizado em 12/01/2019 11:20

O homem esfaqueado pela própria companheira na noite de sexta-feira (11), no cruzamento das Ruas Simplício Moreira com Beta, está fora de risco de morte. Gutemberg Pereira da Silva, 26 anos, estava com a mulher bebendo e após um desentedimento a companheira deferiu três perfurações por arma branca nas costas dele.

A vítima foi socorrida pela equipe de Suporte Básico do SAMU e encaminhada para o Socorrão Municipal. Uma viatura do Bacuri esteve no local coletando informações com testemunhas na tentativa de prender a acusada, mas a mulher conseguiu fugir. Após a polícia sair em diligências, a acusada retornou ao local em um veículo e em seguida fugiu.

O pai de Gutemberg informou que os dois já se desentenderam várias vezes, tendo inclusive registro na polícia, mas que nunca tinha chegado a esse tipo de agressão. Gutemberg reside na Rua Godofredo Viana, Bairro Bacuri. 

A companheira de Gutemberg deu sua versão nas redes sociais. Cellyara informou que as facadas foram em legítima defesa, pois Gutemberg tinha lhe batido. Ela relatou também que na Vara da Mulher já tem duas medidas protetivas e nas duas vezes que tinha sido preso saiu após pagar fiança, tendo inclusive recebido ameaças de morte todas as vezes que tentou acabar com o relacionamento.

Post na rede social da mulher. Foto: Reprodução
Instagram @correioma