Garota de 10 anos é embriagada com vinho e depois estuprada

O estupro aconteceu em um açude no município de Senador La Rocque

POLÍCIA Antonio Pinheiro Garota de 10 anos é embriagada com vinho e depois estuprada
Antonio Pinheiro

Antonio Pinheiro
19/10/2018 08:40 atualizado em 19/10/2018 18:02

A triste notícia aconteceu no bairro Santa Luzia, cidade de Senador La Rocque. A garota de 10 anos de idade foi atraída pelo vizinho de 38 anos em companhia de um adolescente de 13 anos para irem banhar no açude do Valdir, que fica próximo a sua residência. No caminho o elemento, Raimundo Nonato da Conceição Oliveira, comprou uma garrafa de vinho.

Ele deu vinho para garota no açude e, quando a menor estava embriagada, começou a praticar atos sexual com a menina. O garoto de 13 anos contou que quando Raimundo Nonato teria pego nas nádegas da garota ele reclamou e foi embora, deixando os dois no açude. Foi ai que ele estuprou a garota e em seguida fugiu do local, se escondendo dentro do mato.

Familiares avisados pelo adolescente foram até o açude e encontraram a menina embriagada e dizendo que tinha sido estuprada. De imediato, a Polícia Militar foi informada, tendo feito rondas, mas não conseguiu prender o elemento. Familiares levaram a garota para o hospital do município, e em seguida, acompanhados do Conselho Tutelar de Senador La Rocque, vieram para Imperatriz fazer ocorrência e exame de conjunção carnal.

Os exames comprovaram que a menina foi estuprada. Os policias continuaram as buscas e somente por volta das 22 horas conseguiram prender ele chegando a casa de familiares, onde foi feito a prisão. Ele foi encaminhado para o Plantão Central da 10ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Imperatriz, juntamente com o adolescente.

O mesmo foi ouvido pelo delegado de plantão, como também os policias e o adolescente. A família da garota que já tinha registrado ocorrência foram ouvidos juntamente com a garota. O acusado de estupro de vulnerável já esteve preso três vezes pela prática de furto de um som automotivo. Na época, praticou o furto com outro rapaz, que inclusive foi assassinado no município de João Lisboa há três meses, quando retornava do serviço.

Raimundo Nonato, quando estava sendo apresentado, conversou com imprensa e confessou o crime. Ele negou que o menor tenha abusado sexualmente da garota e disse que fez porque estava bêbado. 

Instagram @correioma