"Frente Lava Jato" elegeu apenas três deputados federais

O grupo apresentou 19 candidaturas à Câmara dos Deputados

CANDIDATO Câmara dos Deputados terá 243 novos parlamentares em 2019.
Reprodução/Câmara dos Deputados terá 243 novos parlamentares em 2019.

Agência Câmara Notícias
Quarta-feira, 10 de Outubro de 2018

A “Frente dos Agentes da Polícia Federal” – ou “Frente Lava Jato” – elegeu apenas 3 dos 19 candidatos que lançou para deputado federal, entre eles o mais votado do País: Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), reeleito com 1,8 milhão de votos.

O deputado Aluísio Mendes (Pode-MA), que também integrava a Frente, foi reeleito. Também foi eleito o candidato Ubiratan Sanderson (PSL-RS), que vai exercer seu primeiro mandato de deputado federal.

Muitos candidatos se apresentaram como integrantes dessa Frente na propaganda eleitoral. Conforme o site do grupo, o objetivo das candidaturas era “garantir a continuidade da Lava Jato e de outras ações de combate à corrupção, e melhorar as condições de enfrentamento à onda de violência que assola o País”.

O site informa ainda que a Frente tem como objetivo “construir uma base parlamentar que defenda como bandeiras primordiais a melhoria da segurança pública e a luta pela moralidade administrativa”.

Dos 513 deputados federais eleitos no último domingo, 13 acrescentaram ao nome a função de policial, seis acrescentaram “pastor”, um "padre", 11 "doutores" e nove "professores".

Instagram @correioma