Espetáculo "Quem tem medo de travesti" chega nesta quinta a Imperatriz

O universo trans-brasileiro será levado à Beira Rio pelo Coletivo 'As Travestidas'. A apresentação inicia às 17h

TEATRO Divulgação Espetáculo "Quem tem medo de travesti" chega nesta quinta a Imperatriz
Hyana Reis

Hyana Reis
22/05/2019 11:36 atualizado em 23/05/2019 12:35

Expor histórias sobre exclusão, arte e violência, presentes no cotidiano do universo trans no Brasil é o objetivo do espetáculo "Quem tem medo de travesti", que será encenado em parte nesta quinta-feira (23) em Imperatriz. A apresentação ocorre a partir das 17h, no Porto da Balsa, onde segue para a Concha Acústica da Beira-Rio.

O espetáculo é uma iniciativa do Coletivo 'As Travestidas', que já passaram por diversas cidades do Norte e Nordeste, e agora chega a Imperatriz. Na cidade, será apresentado a performace "Não sou, sou movimento de centro". 

O coletivo escolhe, para se apresentar, localidades que tem alto índice de violência, especialmente contra a comunidade LGBTTI, para desconstruir preconceitos.

A peça é composta por atores, cantores e bailarinos. (Divulgação: Assessoria)

'Quem Tem Medo de Travesti' é composto por atores, cantores e bailarinos. O espetáculo se constrói a partir de relatos pessoais e da pesquisa acerca da travestilidade no teatro e na sociedade, passando pelo glamour do teatro de revista e chegando à decadência e marginalização da figura trans na sociedade atual.  A peça é idealizada pela dupla Silvero Pereira, ator e pesquisador, e Jezebel de Carli, professora e diretora. 

“Fazemos um apanhado de histórias reais a partir de um tema e construímos o texto na relação entre fatos, literatura clássica e contemporânea, depoimentos em redes sociais, músicas, trechos de matérias de jornais e vídeos. Esse material é estudado e costurado conduzindo uma narrativa atemporal, social”, disse o idealizador do espetáculo, Silvero Pereira.

O projeto é contemplado pelo Rumos Itaú Cultural, que fomenta a produção artística e cultural brasileira. Iniciou as apresentações em Teresina (PI), passa por São Luís (MA), Belém (PA), Imperatriz (MA) e finaliza em Palmas (TO). Em algumas das cidades também são realizadas oficinas.
 

(Com informações da Assessoria)

Instagram @correioma