Cruzeiro perde para o Boca e tem Dedé expulso injustamente

Time brasileiro era melhor quando perdia por 1 x 0 e teve o zagueiro Dedé expulso em choque com o goleiro argentino

FUTEBOL Fox Sport Cruzeiro perde para o Boca e tem Dedé expulso injustamente
Carloto Junior

Carloto Junior
20/09/2018 11:58 atualizado em 20/09/2018 13:31

O Cruzeiro foi derrotado pelo Boca Juniors, na La Bombonera, por 2 x 0, na noite de quarta-feira (19), jogo de ida, das quartas de final, da Copa Libertadores.  O time brasileiro começou bem o jogo, mas aos poucos os argentinos foram tomando de conta do jogo. O Cruzeiro teve bons momentos no início dos dois tempos, mas não fi capaz de colocar a bola para dentro do gol argentino. Quando já perdia por 1 x 0, teve o zagueiro Dedé expulso em jogada ocasional, quando a bola foi lançada para a área do Boca, e ocorreu o jogo entre o zagueiro e o goleiro, Andrada, que acabou se machucando, chegando a sangrar pela boca. Utilizando o VAR, o árbitro acabou expulsando o defensor brasileiro.

O jogo

Iniciando o jogo melhor, o Cruzeiro acabou sendo envolvido pelo Boca Juniors, onde Mauro Zárate aparecia como o principal jogador argentino. E foi dele o primeiro gols, aos 35 minutos do 1º tempo, quando recebeu passe dentro da área e com um toque com o peito do pé direito tirou o goleiro Fábio, fazendo 1 x 0, placar da etapa inicial.

Na segunda etapa, novamente o Cruzeiro começou melhor, criando algumas oportunidades. Uma delas, Rafinha conseguiu concluir, vencendo o goleiro Andrada, mas o volante Barrios se atirou, evitando que a bola entrasse no gol. Aos 29 minutos, aconteceu o lance que acabou tirando a chance de o Cruzeiro empatar o jogo. Após cruzamento da direita, Dedé, um dos melhores em campo, subiu para a disputa e acertou a cabeça no queixo de Andrada em lance casual. Enquanto o goleiro recebia atendimento, o árbitro Eber Aquino foi chamado pelo árbitro de vídeo e, após analisar a imagem, mostrou cartão vermelho direto para o zagueiro. Sem seu principal defensor, a defesa do Cruzeiro bateu cabeça e aos 36, após cruzamento da direita, Edílson acertou a bola em Henrique na tentativa de afastar. Pablo Pérez pegou a sobra da meia-lua e encheu o pé, sem chances para Fábio.

Jogo da volta

As duas equipes voltam a se enfrentar no dia 4 de outubro, em Belo Horizonte, no Mineirão. O Cruzeiro precisa vencer por 3 gols de diferença para se classificar. Caso devolva o placar, a vaga vai ser definida nos pênaltis. Lembrando que o gol fora de casa serve como critério de desempate.

Veja os melhores lances de Boca Juniors 2 x 0 Cruzeiro no vídeo em anexo.

Instagram @correioma