CRAS não está funcionando e atendimentos não têm previsão de acontecer

Os CRAS realizam atendimentos nos bairros e nenhuma nota foi divulgada quanto ao não funcionamento das unidades

IMPERATRIZ Reprodução CRAS não está funcionando e atendimentos não têm previsão de acontecer
Daniela Souza

Daniela Souza
15/05/2019 14:40 atualizado em 15/05/2019 15:27

Os Centros de Referências e Assistência Social (CRAS) continuam sem internet e os atendimentos não têm previsão de voltar a funcionar. O motivo do não funcionamento é quanto ao novo contrato de internet da prefeitura, o que tem gerado transtornos para a população que necessita de atendimentos nos órgãos públicos, sobretudo nos CRAS, que realizam cadastros e atualizações quanto aos programas sociais municipais e federais.   

Ao todo são seis Cras, localizados nos bairros Santa Rita; Bacuri; Santa Lúcia (Recanto Universitário); Cafeteira, Bom Jesus e Coquelândia (Zona Rural). O estudante Mateus Lopez esteve no bairro para realizar a atualização do seu NIS, no bairro Santa Lúcia.   

A assessoria que realiza a divulgação das informações das unidades informou que teve uma licitação para que outra empresa de internet forneça o serviço. “No momento, a empresa nova está em processo de instalação dos pontos de internet em todos os órgãos do município, porque a antiga empresa, que prestava o serviço, saiu e desligou a sua internet. Estamos aguardando a instalação”.   

A primeira denúncia sobre o não funcionamento por causa da internet foi realizada ainda no dia 26 de abril pelo Jornal Correio

Para que serve o CRAS? 

Os CRAS  são unidades públicas descentralizadas do âmbito de assistência social que objetiva organizar e ofertar os serviços socioassistenciais da Proteção Social Básica do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) nos bairros de vulnerabilidade e risco social do município de Imperatriz.  

Os atendimentos são em função de ofertar o Proteção e Atendimento Integral a Famílias (PAIF), programas e projetos socioassistenciais de proteção social básica, para as famílias, seus membros e indivíduos em situação de vulnerabilidade social. Articular e fortalecer a rede de Proteção Social Básica local; prevenir as situações de risco em seu território de abrangência fortalecendo vínculos familiares e comunitários e garantindo direitos. 

Instagram @correioma