Capes aprova mestrado em sociologia na UFMA de Imperatriz 

Segundo o coordenador, Jesus Marmanillo Pereira, o projeto foi elaborado considerando alguns critérios da região.

EDUCAÇÃO (Foto: Imperanews.com) Capes aprova mestrado em sociologia na UFMA de Imperatriz 
Daniela Souza

Daniela Souza
06/09/2018 14:05

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) aprovou o mestrado em Sociologia na Universidade Federal do Maranhão (UFMA) de Imperatriz. O projeto foi submetido em maio deste ano, com a contribuição de doutores de diversas áreas do ensino superior, que já fazem parte do quadro de professores da universidade.  

‘Questões Urbanas e Rurais: etnia, cultura, identidade e territorialidades’; ‘Instituições, Construção e Reprodução Social das diferenças: educação, poder, sociabilidades, ações coletivas e representações sociais’, são as linhas de pesquisa que o mestrado irá abranger, o que o torna um diferencial ainda maior para Imperatriz e região.  

Segundo o coordenador, Jesus Marmanillo Pereira, o projeto foi elaborado considerando alguns critérios da região: “Nós fizemos um levantamento dos cursos na região (listamos algumas cidades): Porto Franco; Tocantinópolis, Açailândia... e levamos em conta as oportunidades dos estudos acadêmicos nas áreas de história, geografia...que são áreas afins da sociologia. Além disso, consideramos os benefícios ao próprio curso de Licenciatura em Ciências Humanas, com habilitação em sociologia”, explica.  

O professor ressalta que o outro ponto a ser destacado na hora de submeter a solicitação, foram os estudos complementares e a questão social da região em que prevalece a diversidade de culturas. “Imperatriz é uma cidade que ela sofre grandes mudanças econômicas com implementação de industrias, na construção civil, comportamento das pessoas, são questões sociais de modo geral que envolve toda a região”. 

De acordo com Pereira, a previsão é que o primeiro edital seja divulgado ainda em 2019. “É uma previsão, não temos a certeza, pois queremos que tenha uma primeira turma no primeiro semestre de 2019. Até novembro temos que atender as demandas de oficialização citadas no edital”.  

O mestrado em sociologia irá abranger as pessoas graduadas em História, Geografia, Pedagogia, Comunicação/Jornalismo, Ciências Sociais e da Religião, esses e outros cursos que seja afim com as áreas sociais, dessa forma, irá abranger estudantes de diversas partes da região. Após sair o edital de inscrição, os interessados devem submeter uma sugestão de projeto de pesquisa.  

“Além disso, deve realizar uma prova de proficiência em uma língua estrangeira, como por exemplo, o inglês; responder questões da área e o projeto, que será avaliado pelos professores e o candidato deverá apresentar e defende-lo. Estão à frente desse mestrado, uma professora do curso de pedagogia, Maria Aparecida e uma do curso de jornalismo, que é antropóloga, da área das ciências sociais, Emilene Leite Sousa. Juntamente conosco, professores do campus de São Luís e da Universidade Federal do Tocantins (UFT)”.  

Por fim, o professor pontua que o projeto submetido ao edital da Capes, tem características integradora desde sua elaboração. “Antes para cursar um mestrado como este, teria que ir para a capital, era a única possibilidade. Então conseguimos dialogar com professores da pós-graduação de São Luís, que contribuíram de forma significativa na elaboração. Assim o mestrado tem característica de integração dos pesquisados do estado e da Região Tocantina”, finaliza.  

Instagram @correioma