Campanha ‘Junho Vermelho’ incentiva doação de sangue no Maranhão 

As ações desenvolvidas pela nova campanha buscam equilibrar o estoque para a classificação de seguro, ou seja, sangue disponível para atender a demanda de 8 a 10 dias

SAÚDE Divulgação Campanha ‘Junho Vermelho’ incentiva doação de sangue no Maranhão 
Daniela Souza

Daniela Souza
08/06/2019 09:00 atualizado em 08/06/2019 09:58

A cada mês uma cor para conscientizar e sensibilizar a sociedade sobre alguma doença ou atitude. Neste mês de junho, além de ser considerado das festas juninas, também é o mês dedicado a conscientizar as pessoas sobre a importância da doação de sangue.  

O ‘Junho Vermelho’ tem como temática deste ano ‘Você estende o braço, nós achamos seu par’ e é desenvolvida pelo Governo do Estado, por meio do Centro de Hematologia e Hemoterapia do Maranhão (Hemomar), que fará coletas externas, ações de conscientização com instituições parceiras e mobilização de doadores.  

Segundo a equipe organizadora da campanha, a meta é aumentar em 20% o número de doadores em relação à campanha do ano passado, quando foram coletadas 1.966 bolsas de sangue somente em São Luís. A campanha será intensificada a partir do dia 14, quando é comemorado o ‘Dia Mundial do Doador de Sangue’. 

“A doação de sangue é um dos gestos mais nobres que alguém pode fazer. É gratuito, altruísta, não prejudica a saúde de quem o faz e ainda pode salvar vidas”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula. 

Além de convocar os doadores regulares, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) pretende atrair também novos doadores, uma vez que o Hemomar trabalha, regularmente, com estoques mínimos. As ações desenvolvidas pela nova campanha buscam equilibrar o estoque para a classificação de seguro, ou seja, sangue disponível para atender a demanda de 8 a 10 dias. 

“Em período de férias e festas, rotineiramente, baixa o número de doações. A campanha é uma ação preventiva para evitar que isso aconteça. Se não fizermos a campanha, as nossas recepções ficam vazias. Isso porque já operamos com estoques mínimos ou críticos de alguns hemocomponentes”, destaca a coordenadora do setor de captação do Hemomar, Socorro Ferreira. 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que cada país tenha entre 3% e 5% de sua população doadora de sangue frequente. Contudo, no Brasil, o índice fica em 1,8%. 

Requisitos para doar sangue 

– Estar em boas condições de saúde. 

– Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos. Menores de 18 anos precisam apresentar alguns documentos e preencher um formulário de autorização. 

– Pesar no mínimo 50kg. 

– Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas). 

– Estar bem alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação). 

– Apresentar documento original com foto recente, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social). 

(Com informações da assessoria)

Instagram @correioma