Audiência pública discute irregularidades na saúde de Imperatriz

Da falta de medicamentos à suspensão de cirurgias, denúncias serão apresentadas e debatidas

IMPERATRIZ Reprodução\Ilustrativa Audiência pública discute irregularidades na saúde de Imperatriz
Hemerson Pinto

Hemerson Pinto
14/05/2019 16:20

Um dos setores que mais gera demandas de reclamações na segunda maior cidade do Maranhão é o foco de uma audiência pública marcada para às 8h da manhã desta quarta-feira, 15. 

A audiência é motivada pelas denúncias dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que chegaram ao Ministério Público do Maranhão por meio da 5ª Promotoria de Justiça em Defesa da Saúde de Imperatriz, organizadora do debate. 

Estão confirmados o Ministério Público Federal, que também recebeu denúncias de irregularidades, e a Defensoria Pública do Estado e a Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção Imperatriz.

Na pauta a suspensão de diversos serviços que deveriam estar sendo ofertados pela Secretaria Municipal de Saúde, como o fornecimento de medicamentos, insulmos, órteses, próteses, entre outros. 

Segundo a assessoria de imprensa do MPMA, o promotor Newton Belo solicitou do Município informações sobre as ações tomadas para sanar irregularidades do Hospital Municipal de Imperatriz (Socorrão) e da Unidade Mista de Saúde da Vila Nova, onde funciona o Hospital Infantil (Socorrinho) desde o incêndio nas instalações do centro da cidade. 

Outras cobranças que deverão ser feitas estão relacionadas a suspensão de cirurgias de aneurismas intracranianos e de cirurgias eletivas, como foi denunciado no início do mês pelo Jornal Correio. 

O Ministério Público afirma que entre as reclamações sobre a saúde pública na cidade também chegam à promotoria especializada as denúncias sobre suspensão de serviços de laboratório, irregularidades na prestação de serviços do programa de Transferência Fora Domicílio (TFD) e no transporte sanitário para pacientes de hemodiálise. 

A audiência pública no auditório das promotorias, no Parque das Mangueiras, será a oportunidade para o Ministério Público do Maranhão expor a situação dos leitos de UTI administrados pelo Município de Imperatriz. 

Instagram @correioma