Araguatins: alunos do IFTO são classificados para segunda etapa da Olimpíada Nacional de Ciências

A premiação dos alunos compreenderá dois níveis: nacional e por estado

EDUCAÇÃO Voz do Bico/com informações da Assessoria Araguatins: alunos do IFTO são classificados para segunda etapa da Olimpíada Nacional de Ciências

Voz do Bico/com informações da Assessoria
25/09/2018 13:30 atualizado em 25/09/2018 16:44

Seis alunos do Ensino Médio Integrado do Instituto Federal do Tocantins (IFTO), Campus Araguatins, foram classificados para a segunda 2ª fase da Olimpíada Nacional de Ciências (ONC), que é promovida pela Sociedade Brasileira de Física (ABF) e Associação Brasileira de Química (ABQ) e o Instituto Butantan, destinada a estudantes do Ensino Médio e do 9ª ano.

Os alunos de Araguatins realizaram uma prova objetiva com 15 questões relacionadas à Biologia, Física e Química. Carla Serafim Almeida, Carlos Sergio Silva Gontijo, Lhairton Kelvin Araujo Costa, Paula Geovana Marinho Wanderley, Tatiane dos Santos Barroso e Thiago Lima Honorio foram os classificados para segunda fase da competição. A Olimpíada Nacional de Ciências foi dividida em duas fases: a primeira fase no próprio estabelecimento de ensino; a segunda fase em locais do estado definidos por cada comissão estadual. A previsão para a realização da próxima fase é dia 28 de setembro.

“Nosso maior desafio, enquanto professores de ciências no ensino médio, é que nossos alunos sintam-se desafiados e motivados a compreenderem melhor o que ocorre a nossa volta, perceberem as relações existentes entre os seres vivos e desses com o ambiente. Participar desta Olimpíada e conseguir classificar para a 2ª fase é importante, merece ser destacado”, destacou a professora do Campus Araguatins, Maria Josinete Araújo.

A premiação dos alunos compreenderá dois níveis: nacional e por estado. O resultado final está previsto para o dia 1º de novembro. A ONC tem como objetivo despertar e estimular o interesse pelo estudo das ciências naturais, além de aproximar as instituições de ensino superior, os institutos de pesquisa e sociedades científicas das instituições do ensino médio e do ensino fundamental e proporcionar desafios aos estudantes visando o aprimoramento de suas formações. 

Instagram @correioma