Aplicativo de táxi é criado em Imperatriz para transportar mulheres  

Segundo as normas do aplicativo, ainda em fase de ajustes, só será possível transportar pessoas do sexo masculino caso for uma criança de até 7 anos

IMPERATRIZ Reprodução Aplicativo de táxi é criado em Imperatriz para transportar mulheres  
Daniela Souza

Daniela Souza
14/05/2019 14:35 atualizado em 14/05/2019 15:23

No próximo mês o aplicativo de táxi ‘Só Elas driving’ estará disponível para celulares Android somente para usuárias e motoristas mulheres. De acordo com o idealizador do aplicativo, Adailton Barros, o aplicativo foi criado após ouvir relatos de duas mulheres que se sentiram inseguras depois de usar o aplicativo vigente.  

“A ideia surgiu quando ouvi relatos de duas mulheres em um ambiente comercial, que se sentiam inseguras a usar transporte por aplicativo, tendo como motoristas homens, então fiz um levantamento de aplicativos femininos que já estavam sendo utilizados em outras cidades e estados. A partir daí, surgiu a inspiração de ofertar essa novidade para Imperatriz”, explica. 

Segundo as normas do aplicativo, ainda em fase de ajustes, só será possível transportar pessoas do sexo masculino caso for uma criança de até 7 anos, acompanhada por uma mulher; ou adolescentes e adultos que sejam portadores de necessidades especiais, também acompanhados.  

“O objetivo é criar oportunidades e independência financeira para as mulheres que não podem trabalhar em emprego fixo ou que estejam desempregadas. Além disso, garantir a elas segurança. Para as usuárias, avisamos que estamos em fase de finalização e alguns detalhes de uso que logo serão ajustados para estarem em pleno funcionamento no mês de junho”.  

O aplicativo está disponível para baixar nos celulares Android e os usuários podem dar sugestões, dicas de aperfeiçoamento para que o aplicativo seja adaptado e atenda as necessidades das mulheres. 

Outra novidade desse aplicativo é que fará uma ação solidária a cada corrida solicitada. “A cada corrida efetuada será destinado R$ 0,20 para um órgão ou entidade de proteção ou assistência da mulher”, explica. O nome do aplicativo é ‘Só Elas driving’.  

Instagram @correioma