Aplicativo contra crimes eleitorais já reúne milhares de denuncias em pouco mais de um mês disponível

O 'Pardal' é considerado uma ferramenta importante nas mãos do eleitor

ELEITOR Foto: André Resende/G1 Aplicativo contra crimes eleitorais já reúne milhares de denuncias em pouco mais de um mês disponível
Hemerson Pinto

Hemerson Pinto
26/09/2018 15:01 atualizado em 26/09/2018 16:41

O aplicativo da Justiça Eleitoral foi lançado há pouco mais de um mês e já registrou mais de 10.725 denúncias de supostas irregularidades eleitorais.

Segundo a Justiça Eleitoral, entre as denúncias mais freqüentes estão aquelas geradas por possíveis irregularidades na propaganda eleitoral - com 6.839 notificações.

Os crimes eleitorais vem em seguida com 1.376 denúncias, logo após, ‘outros crimes’ com 921 notificações, e por último, os casos de compra de votos com 238 queixas.

As estatísticas apontam que São Paulo é o estado recordista em denúncias. Foram 1.372 registros, mas é o Nordeste a região que mais utiliza a ferramenta, com 3.596 denúncias já realizadas.

Uma da exigências é que o eleitor autor da denúncia enviei a informação comprovando com fotos ou vídeos a irregularidade. O aplicativo Pardal pode ser baixado gratuitamente em smartphones e tablets por meio das lojas virtuais Apple Store e Google Play.

Com informações do MA10

Instagram @correioma