Alunos de Imperatriz conquistam medalhas no Jiu-Jitsu em Açailândia

Alunos fazem parte do Projeto “Jiu-Jitsu nas Escolas”, que enviou 22 alunos dos dois pólos

LUTAS Divulgação Alunos de Imperatriz conquistam medalhas no Jiu-Jitsu em Açailândia

Assessoria
14/02/2019 09:25 atualizado em 14/02/2019 11:21

Na disputa do 1º Açailandense Open de Jiu-Jitsu, realizado em Açailândia, no último domingo (10), alunos do projeto Jiu-Jitsu nas Escolas, desenvolvido pela Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude (Sedel), em parceria com a empresa Citelum, conquistaram cinco medalhas de ouro, duas medalhas de prata e dez de bronze. Ao todo foram 17 medalhas.

Participaram atletas das cidades do Maranhão, Pará e Tocantins. Competição de nível interestadual proporcionou aos alunos do projeto a troca de experiências e o teste de habilidades. De Imperatriz foram 22 atletas dos dois pólos do projeto, localizados no Complexo Esportivo Barjonas Lobão e Recanto Universitário, nas categorias mirim, infanto e infantil.

O professor Denis Venceslau, coordenador do projeto Jiu-Jitsu nas Escolas, analisou como ótimo a participação dos atletas imperatrizenses no campeonato, "mesmo sendo começo de ano, após férias, eles já voltaram com excelente desempenho. Esse evento foi um ponta pé para ganhar ritmo e seguir em frente e trazer novas medalhas em outras competições”, avaliou Denis Vasconcelos.

Os alunos do projeto vão participar das etapas do Campeonato Maranhense de Jiu-Jitsu, que serão realizadas em Imperatriz, em datas que ainda serão anunciadas, bem como os Jogos Escolares Imperatrizenses (JEIs) 2019, que definem vagas para o Campeonato Escolar Maranhense (CEM).

O Secretário Eudes Feitosa demonstrou entusiasmo pela conquista dos alunos. “Essas conquistas nos deixam orgulhosos e não mediremos esforços para garantir o bom desempenho desses atletas e formar grandes cidadãos”, destacou Eudes Feitosa.

O projeto Jiu-Jitsu nas Escolas foi criado em 2017 e o primeiro pólo, o Complexo Esportivo Barjonas Lobão, no Centro, foi inaugurado no dia 27 de setembro. Em agosto do ano passado, foi entregue o segundo pólo, com sede no Complexo Esportivo Recanto Universitário, localizado na Vila Fiquene. Ao todo são 100 alunos, divididos em 50 em cada. A ideia da Sedel é expandir as atividades e levar para os dois espaços, novas modalidades esportivas. Priorizando a inclusão social de crianças e adolescentes na faixa etária de 9 a 15 anos.

Instagram @correioma