"A população reconheceu o excelente trabalho realizado"

O Superintendente de Articulação Política da Região Tocantina disse ainda: "O povo entendeu que o Maranhão não podia votar no retrocesso"

ESTADO Reprodução "A população reconheceu o excelente trabalho realizado"
Hemerson Pinto

Hemerson Pinto
09/10/2018 21:44

Na conversa com o Jornal Correio, o Superintendente de Articulação Políticia da Região Tocantina, Adonilson Lima, disse que o Maranhão compreendeu as mudanças que acontecem desde 1º de janeiro de 2015, quando o governador reeleito no último domingo assumiu o Governo do Estado. 

Adonilson, que foi Coordenador Regional da campanha que levou o governador a reeleição, ainda com a voz rouca e cansada, efeito das vibrações da noite do resultado, afirma que a vitória simboliza um sentimento do povo maranhense e que  "a população reconheceu o excelente trabalho realizado". 

Na avaliação do Superintendente, no processo eleitoral de 2014 Flávio Dino foi eleito por meio da "premissa da esperança" e em 2018 pela continuidade do trabalho. "E esse sentimento pra nós é muito forte", reforça. 

Na entrevista ao Jornal Correio, o representante do Governo do Estado considerou a administração estadual como "uma administração voltada para os que mais necessitam, fizemos investimento muito forte no setor da educação, um exemplo é programa escola digna que acaba com as escolas de taipa e de pau a pique e constrói escolas dignas para crianças estudarem".

Adonilson lembrou que outro feito importante do Governdo do Estado do Maranhão foi superar uma época de crise, quando universidades no Brasil fecharam as portas e o Maranhão criou a Universidade Estadual da Região Tocantina do Sul do Maranhão (Uemasul). "Foi o único governador do Brasil a criar uma universidade autônoma", ressaltou. 

Ainda no campo da educação, o destaque vai, segundo o Superintendente, ao que ele chama de "coisas simbólicas, como os uniformes escolares, programas que colocaram material escolar nas mãos dos alunos", que contribuíram para fazer a população maranhense avaliar se o modelo de gestão deveria continuar. 

Saúde 

Adonilson destacou os investimenos na construção dos grandes polos de hospitais, os macrorregionais. Foram oito, incluindo o de Imperatriz, inagurado há cerca de um ano e meio. "E os investimentos nas UPAs", acrescentou. 

Projeto de inclusão social também foram lembrados e com destaque para o programa 'Travessia', que oferece transporte gratuito as pessoas com a mobilidade prejudicada por algum tipo de deficiência. "Programa que deu aos invisíveis a possibilidade de serem vistos na sociedade", concluiu. 

Infraestrutura 

"O Maranhão virou canteiro de obras na parte de infraestrutura", diz, destacando o trabalho do secretário Clayton Noleto e apontando programas como o 'Mais Asfalto' e a recuperação de rodovias como fatores importantes. 

"Se você pegar 'lendas', sonhos, como a estrada de Sítio Novo à Amarante, a ponte central de Bequimão, somar o que foi colocado de asfalto, os povoados que não estão mais na poeira, as obras da nossa região, vai perceber que o Governado do Maranhão assumiu obras no estado inteiro". 

Na entrevista, Adonilson Lima lembrou de alguns problemas enfrentados na campanha da reeleição, principalmente com ataques sofridos por adversários. 

"Enfrentamos um grupo que era muito forte, que tem controle de alguns meios de comunicação, grupo que detém parcela forte de influência no sistema judiciário do Maranhão, de ações de grupos empresariais, que criou notícias falsas, factóides, ataques a Flávio Dino. Mas o povo fez a diferenciação e soube separar jóio do trigo, punindo aqueles que nos atacavam. O povo entendeu que o Maranhão não podia votar no retrocesso". 

Finalizando a conversa, Adonilson agradeceu à população de Imperatriz pelo resultado das eleições e aproveitou para rebater críticas que o govenador Flávio Dino recebeu durante a campanha na cidade: "O prefeito de maneira acintosa, para não dizer covarde, usou os meios de comunicação para dizer que governador Flávio Dino nada fazia pela nossa cidade e o povo entendeu exatamente o contrário do que ele dizia", declarou. 

Instagram @correioma