A arte de fotografar vira tema de curso e promove aprendizados

A turma começou na última quarta-feira (10) e propõe disseminar essa arte para mais pessoas

IMPERATRIZ Daniela Souza A arte de fotografar vira tema de curso e promove aprendizados
Daniela Souza

Daniela Souza
14/04/2019 07:00

Fotografar é uma arte. Congelar imagens, registrar momentos, recordar por meio de uma imagem, trazer lembranças. Assim é o universo fotográfico que virou tema de curso para iniciantes em Imperatriz. A turma começou na última quarta-feira (10) e propõe disseminar essa arte para mais pessoas.  

O professor e jornalista, Daniel Sena, conta como surgiu a ideia de ministrar o curso, sendo esta a primeira turma na cidade. “Aqui em Imperatriz a gente tem pouco acesso de cursos, são poucas as pessoas que fotografam. Tem uma demanda grande porque a gente vive a era da informação e abre um nicho de mercado, mas que poucas pessoas sabem”, relata.  

Sena trabalha no mercado fotográfico de Imperatriz há sete anos e afirma que há necessidade de profissionais nessa área, sobretudo, pessoas dispostas a desenvolver um grupo de estudos na cidade. “Despertei o interesse pela fotografia ainda na UFMA, centro, onde estudei o curso de Jornalismo. Tenho seguido firme e virou minha paixão. Caminho por várias áreas da fotografia: fotojornalismo, fotos comerciais, de eventos e outros. Mas me especializei em fotojornalismo”, pontua. 

Esta é a primeira turma de fotografia que ele ministra, mas o jornalista garante que já pensa em ministrar novamente o curso. “Esse primeiro grupo vai servir de base para as próximas turmas. Ainda pretendo criar um curso técnico que tenha durações maiores. Meu objetivo é propagar a fotografia na cidade”, ressalta o jornalista.  

A dinâmica de aprendizado do curso permeia a parte teórica, estética, contação de experiências e muitas dicas. “Vamos para as ruas fotografar. Para encerrar essa primeira turma faremos um varal fotográfico. Será um pequeno evento, aberto ao público, com exposição das imagens”.  

Daniel Sena reafirma que seu objetivo é propagar a fotografia na cidade, pois tudo é vindo de fora do município ou, mesmo que tem interesse, busca aprender pela internet. “Quem sabe essa primeira turma vire um grande grupo de estudos de fotografia. Formar profissionais e proporcionar outro ramo de trabalho para aqueles que vierem a participar”.  

O grupo iniciante é uma turma de 15 pessoas. As aulas acontecem na instituição Unopar, rua Sergipe, todas as quartas e sextas-feiras, a partir das 19h. “Pretendo dar continuidade ao curso. Quem tiver interesse, é só entrar em contato comigo para começarmos a pensar numa segunda turma, que comece o quanto antes”, finaliza.  

Instagram @correioma