O Maranhão possui diversos escritores e obras renomadas
Reprodução/O Maranhão possui diversos escritores e obras renomadas

05 livros escritos por maranhenses que você deveria ler

O Maranhão possui diversos escritores e obras renomadas, não só no estado, mas por todo o país e até internacionalmente. E talvez, alguns títulos, nem os próprios maranhenses saibam que foram escritos por conterrâneos. Por isso, acompanhe abaixo uma lista de 05 livro aclamados de escritores nascidos no nosso estado que deveriam estar na lista de leitura de qualquer apaixonado por livros:

 

01- O cortiço, de Aluisio de Azevedo

Uma das obras mais famosas escrita por um maranhense é “O cortiço”, de Aluísio de Azevedo. É considerado um dos grandes clássicos da literatura brasileira, e leitura obrigatória para estudantes e para aqueles que irão prestar vestibular.

O livro narra inicialmente a saga de João Romão, dono do cortiço, rumo ao enriquecimento, e conta sobre o dia-a-dia dos moradores do lugar. Entre eles, destacam-se Rita Baiana e Capoeira Firmo, Jerônimo e Piedade. A obra denuncia a exploração e as péssimas condições de vida dos moradores das estalagens e de cortiços cariocas do final do século XIX.

Aluísio Azevedo nasceu em São Luís do Maranhão, em 1857. Se mudou para o Rio de Janeiro aos 17 anos, mas foi ao voltar para a terra natal que iniciou sua carreira como escritor. É considerado um dos maiores representantes do naturalismo na literatura brasileira, onde sua obra “O Mulato”, é descrita como a primeira do gênero no país. Foi eleito membro da Academia Maranhense de Letras, e também ocupou uma cadeira na Academia Brasileira de Letras.

 

02- Poema Sujo, de Ferreira Gullar

Ferreira Gullar é um dos mais célebres escritores maranhenses. Em Imperatriz, foi homenageado com o nome do nosso teatro municipal. O autor, que morreu em 2016, deixou um grande legado literário ao mundo. E entre eles, o livro “Poema Sujo”, uma de suas obras mais famosas.

O livro trata-se de um poema escrito no período do exílio de Ferreira Gullar na Argentina, em 1975, período em que o Brasil vivia a ditadura militar. Com fortes traços autobiográficos, os versos retomam desde a infância vivida em São Luís, aos tristes dias de solidão no exilio. É considerada uma grande obra realista moderna, com forte traço visceral que marca o estilo do escritor.

Ferreira Gullar, assim como Aluísio de Azevedo, é um dos maranhenses que ocupou uma cadeira na Academia Brasileira de Letras. Além de ter sido um dos poucos escritores brasileiros já indicados a um prêmio Nobel de Literatura.

 

03-  Cannã, de Graça Aranha

O escritor Graça Aranha também está no roll de grandes autores maranhenses, que são aclamados por todo o país. Considerada uma das obras mais relevantes da literatura brasileira, Cannã foi escrita por ele em 1902.

O romance-novela aborda a imigração alemã no estado do Espírito Santo, por intermédio do conflito entre dois personagens principais, Milkau e Lentz, que representam diferentes linhas filosóficas. Na obra, Graça Aranha narra como se desenrola a existência em uma colônia de imigrantes europeus no Espírito Santo.

José Pereira da Graça Aranha foi um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras e titular da cadeira número 38. Além disso, foi um dos organizadores da Semana de Arte Moderna. Apesar de ter nascido no Maranhão, viveu por muito tempo na Europa e ocupou cargos diplomatas importantes no país.

 

04- Poemas de Gonçalves Dias

“Minha terra tem palmeiras, onde canta o sabiá”, é o trecho de um dos poemas mais famosos no Brasil, e foi escrita por Gonçalves Dias a pensar na saudade de sua terra natal: o Maranhão.

O poeta nasceu em Caxias e é considerado um dos maiores representantes do Romantismo Brasileiro. E a obra “Poemas de Gonçalves Dias” reúne grandes versos e os poemas mais populares da carreira do escritor, entre eles “Canção do Exílio”. A coletânea traz o que há de mais apreciado em suas obras: as tradições indígenas, a simpatia pelo negro escravo, a religiosidade, o patriotismo, conflitos íntimos e romance.

De ascendência mestiça, Gonçalves Dias morreu na mesma terra que nasceu, durante um naufrágio  no Baixo Atins. Mas durante vida foi considerado um dos maiores poetas do país e ocupou a cadeira 15 da Academia Brasileira de Letras.

 

05- Úrsula, de Maria Firmina

Apesar do seu nome não ser tão popular quanto os outros escritores aqui citados, Maria Firmina tem grande importância para a literatura maranhense e brasileira: foi a primeira escritora negra da história do país, e uma das primeiras mulheres a publicar um livro.

Este livro é intitulado “Úrsula”. Úrsula o primeiro romance abolicionista da literatura brasileira, é também o primeiro da literatura afro-brasileira, entendida como produção que tematiza a negritude a partir de uma perspectiva interna. O romance trata de uma trágica história de amor entre dois jovens: a pura e simples Úrsula e o nobre bacharel Tancredo.

Maria Firmina, como escritora, negra e mulher colaborou com a literatura maranhense, não só escrevendo livros, mas participando ativamente de questões sociais e defendendo sua posição antiescravista.

Instagram @correioma